sexta-feira, setembro 12, 2008

As virgens, arrastões e outras piadas

Uma das pinturas nas muitas paredes da Festa do Avante! motivou este post tão engraçado do Daniel Oliveira. Passo, então, a reproduzir aquela que, para o Daniel, é uma frase que não faz sentido:


"O Partido é uma casa grande, pintada de cores alegres e cheia de pessoas felizes".


Nos comentários, o autor do blog afirma qual o sentido que faria se a frase fosse em relação a outro partido qualquer que não o PCP. Não poderia acontecer, pelo simples facto que nenhum outro partido consegue fazer tanto e tão bem como o PCP. E o Bloco bem tentou, há dois ou três anos...


Voltando ao que interessa, se, na frase, quiser trocar o PCP (Partido) por outro partido qualquer, deixaria de fazer sentido:


O PS é uma mansão grande em Cascais, cheia de gente gira, fashion e com bons empregos.

O PSD é um condomínio fechado, silencioso e com um segurança à porta a dar cartões de consumo obrigatório.

O CDS é uma casa a arder, só com o seu presidente.

O BE é uma tenda alternativa, cheia de pessoas diferentes, vegetarianas, giras e fashion.


Posto isto, avancemos.

Na caixa de comentários, o Daniel brinda-nos com uma série de considerações; que é uma frase infantil, que não faz sentido, entre outras. Eu poderia apelar ao sentido literário do Daniel e explicar-lhe que, durante a Festa do Avante!, o Partido transforma a Quinta da Atalaia numa casa enorme, salpicada com cores alegres e vibrantes e a abarrotar de pessoas felizes. Não o faço. Achava eu que o Daniel era um insensível.


No entanto, e na resposta às muitas respostas do Daniel, depois de ele ter revelado que foi cuspido por um militante comunista numa manifestação e insultado numa festa do Avante!, disse eu o seguinte: "O Daniel não pode sair à rua por causa dos skins, vai às manifs e é cuspido, vai à Festa e é insultado… Coitadinho do Daniel…". O que eu fui dizer. A partir desta frase, que pretendia ir ao encontro do tom agradável e engraçado que deu ao post, o Daniel conseguiu ver que eu estava a comparar comunistas e skins, indo mais longe: "Que triste serviço faz ao seu partido ao pôr os seus camaradas lado a lado com fascistas de extrema-direita".


Como é evidente e tive oportunidade de dizer-lhe, não é o Daniel que vai dar-me lições de como melhor servir o meu Partido, mas a sensibilidade demonstrada deixou-me surpreendido. No fim, acabámos os dois a concordar que o humor é subjectivo; que uma frase que o Daniel considera ridícula, para mim pode apenas ser metafórica; que o Daniel não acha piada a piadas com skins e comunistas.


Mas eu, como sou um gajo teimoso, vou mais longe e digo-lhe:


O Daniel não pode sair à rua por causa dos skins, vai às manifs e é cuspido, vai à Festa e é insultado e, qualquer dia, tem a malta do Bloco à perna por causa do Sá Fernandes em Lisboa… Coitadinho do Daniel.


E proponho-me desde já a fazer com ele uma compilação de imagens ou escritos engraçados. Aqui fica o meu contributo:

2 comentários:

samuel disse...

Grande imagem! Não é fácil encontrar outra "esqeerda" assim alternativa... :)))
Seguir os links de comentários "suspeitos" em blogs amigos, dá quase sempre bons resultados. Irei voltando...

Abraço

rms disse...

Obrigado pelo comentário, volta quando quiseres, que serás certamente bem vindo, um abraço.