quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Ó boa, dava-te um vestido de cuspo!


A sério que não percebo esta polémica toda por causa de uns livros apreendidos. Parece-me evidente que a pintura de Courbet - que me escuso a republicar - é de extremo mau gosto e obviamente atentatória do que é o mínimo bom senso. Aquele tufo farfalhudo junto da patareca fere as vistas do mais moralmente liberal e pode ser uma má influência para as meninas mais jovens. A própria Eva, ao que consta, usou uma parra para tapar a passarinha e não há quem desminta que terá sido pelo excesso de pilosidade. E, sejamos claros, tudo se passsou na cidade dos arcebispos. Não me admira que tenha sido algum deles a fazer queixa. Toda a gente sabe que os membros do clero preferem peles macias e jovens imberbes.
Além do mais, se considerar aquilo um nu feminino é insultuoso, chamar-lhe "Origem do Mundo" é ainda mais. O Mundo está fodido, todo sabemos. Mas a origem do Mundo não é, não pode ser aquela. O Mundo é bonito. Árvores, paisagens, mar e tudo. A origem do Mundo tem de ser mais bonita do que a Mulher Barbuda de pernas abertas. Courbet era um presunçoso.

A arte é subjectiva. Eu, por exemplo, ainda acho que foi algum chulo que partiu os braços à senhora ali em cima representada para impedi-la de puxar as vestes e compor-se como manda a ordem. Se calhar, até estava em exposta na montra de algum red light district da Grécia Antiga e nós a olhar para ela como obra de arte.

2 comentários:

miguel disse...

deus (e o cónego melo) nos protejam! Que tivessem, pelo menos, a decência de pôr uma daquelas estrela dos anúncios a tapar - envia lesbos para o 4949 e recebe mais todas as semanas... Isso sim, é arte, cultura e depilação à maneira!!!

rms disse...

Haja alguém que me compreende!