quinta-feira, novembro 27, 2008

Quem faz mesmo, mesmo, mas mesmo falta?

No último dia de campanha, José Sá Fernandes e o arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles estiveram nas instalações da Docapesca para denunciar aquilo que chamam de "plano secreto" para a frente ribeirinha, que as candidaturas de António Costa e Carmona Rodrigues se recusam a revelar antes de domingo.



O novo executivo da Câmara Municipal de Lisboa, liderado pelo socialista António Costa, toma posse esta quarta-feira e, de acordo com um comunicado do Partido Socialista enviado aos órgãos de comunicação social, foi conseguido um acordo entre o Bloco de Esquerda e o PS para a autarquia.



Contudo, constata-se que "o estado de execução do acordo de políticas estabelecido para a CML é de grande atraso em diversos aspectos centrais para uma mudança na cidade". Critica-se o executivo por não travar a batalha por uma política anti-especulativa para a habitação, pelo "atraso irreparável" na reestruturação das empresas municipais, ou por ser conivente com a "concessão sem concurso de uma extensão do prazo de negócio da Liscont/Mota-Engil no terminal de Alcântara", demonstrando "uma grave cedência aos interesses económicos que colonizam a cidade de Lisboa."

2 comentários:

salvoconduto disse...

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...

rms disse...

Os tempos mudam... as vontades é que já não sei!...